quarta-feira, 16 de junho de 2010

Umas...


Eu andava meio perdido
vagando no meio do mar,
buscando sair do temporal.
Quanto mais remava
maior a distancia ficava.
De longe não avistava nenhuma ilha,
apenas nuvens negras.
Perdí os remos
e tentei continuar com as próprias mãos.
A sede apertava
e segurava no meu peito
um grito por socorro.
Ainda bem que encontrei uma ilha...
Era o teu sorriso iluminando meu caminho
e aquecendo as palmas da minha mão,
sua voz me acalmando,
e como me acalma...
Poema sem muitas explicações...
Porque escrevo prá você
poemas, rimas, frases e estrofes,
músicas, desenhos, pontos e vírgulas...
Poderia simplesmente dizer que é uma paixão,
esperança alimentada, etc, etc...
Mas já tive outras paixões,
esperanças alimentadas, etc, etc
e nunca escreví tanto assim.
Escrevo prá você,
porque você (CP) me inspira...

0 comentários:

Template - Dicas para Blogs