quarta-feira, 16 de junho de 2010

Descubra dicas de como tirar o cheiro de roupa guardada das suas peças de inverno

Está na hora de tirar as roupas de frio de cima do armário e depois disso tirar aquele cheirinho de roupa guardada.

Muito ruim, mas tem jeito. E é só sair do quarto e dar um pulinho na cozinha.


A hora de tirar as roupas de inverno do armário é sempre complicado. Mas a solução para os problemas de Caroline pode estar na cozinha. Vinagre, álcool, limão, pão. Um simples paninho. Para tirar o cheiro das roupas de lã.


“Pega aquela escova de dente velha, que não se usa mais, embebe no álcool, levemente, e com delicadeza, onde tem as manchinhas, passa para a trama e o fio absorver esse no tecido, o álcool. Deixa secar na sombra, nunca no sol, e quando tiver bem seco, pode guardar”, ensina Roberta Gerhardt, consultora de estilo.


Já com a camurça: “Quando ela tem essas manchinhas, coloca um pouco de talco. E deixa ficar 24h esse talco absorvendo a camurça”, diz Roberta.


E aquelas manchinhas que surgem com o uso. Parece complicado, mas nem tanto: umedeça a peça e esfregue um pedaço de pão branco. A camurça fica nova. Com o veludo use sabão neutro, nunca coloque no sol e passe sempre pelo avesso com protetor de ferro ou um pano. Mas se o problema for o mofo, a solução está numa flanela umedecida com limão.


Se o couro estiver sujo, lave ele com sabão de coco ou de glicerina. Depois enxague com água corrente e coloque a peça para secar na sombra. Depois de bem sequinha, uma dica é usar cera para deixar a peça macia. Mas atenção: use a cera do tom do couro porque a incolor, resseca.
E se ele pegar muita chuva deixe secar bem e depois passe álcool.


“Se o zíper tem cores escuras, vale a pena pegar o algodão com um pouquinho de acetona e passar no zíper e a gente consegue proteger e evitar que o zíper enferruje. Nas peças que o zíper é dourado ao invés de acetona você coloca vinagre.


Veja outras dicas para tirar o cheiro da roupa:


De nylon: antes de terminar a lavagem, quando ela já está indo para o enxague, coloque em uma solução com uma colherzinha de bicarbonato. Deixe por alguns minutos e prossiga a lavagem normal.


De couro: para tirar o cheiro de guardado do couro, coloque nos bolsos um pedaço de algodão com um pouco de perfume. Retire depois de 24 horas.


Cobertores e edredons: O ideal é usar sabão de coco ou sabonetes. As peças devem ser lavadas no tanque. Nada de colocar essas peças em máquina.


Crochê/tricô: lavar em água morna com sabão em pó ou de coco, misturando um pouco de amoníaco. Se forem brancos, colocar uma colher de água oxigenada para cada litro de água, na última enxaguada.


Para os crochês em linho de cor bege-clara, enxaguar na última água com chá preto frio, para conservar a sua cor natural.


Para as peças brancas de tricô, enxaguar em água com algumas gotas de tinta de escrever, ficarão branquinhas.


Sempre devem ser apenas espremidas, nunca torcidas, e secadas à sombra.
Peles: nunca guardar em sacos plásticos ou em caixas de papelão. Estas peças precisam de ar, mas nunca as exponha ao sol.


Couro: jamais guarde o couro em saco plástico. Envolva numa toalha ou tecido de algodão que evita mofo, conserva a cor e resguarda do pó, da claridade.


Pimenta-do-reino e folhas de jornal (trocadas a cada seis meses) para evitar traças.


Vinagre, limão e até pão são aliados para cuidar da sua roupa.


Lã: Se quiser lavar, utilize sabão neutro e depois mergulhe a peça em água fervida com uma colher de farinha de trigo. Deixe repousar até esfriar a mistura. Enxague com água pura e um pouco de vinagre para manter a cor. Na hora de secar coloque longe do sol e em uma superfície plana.


Não pendure.

0 comentários:

Template - Dicas para Blogs